quinta-feira, 21 de julho de 2011

18º Etapa do Tour - Show de Andy !


Show, show show ! Finalmente parece que o Tour acordou. Para os amantes do ciclismo a etapa de hoje foi pura emoção.

A Leopard trek traçou uma estratégia ambiciosa que aliada ao imenso talento de Andy Schleck mostrou-se perfeita, um verdadeiro jogo de xadrez nos adversários. Quando todos os favoritos esperavam por ataques na última subida, Galibier de 22 km. Andy Schleck atacou na subida do Col d'Izoard, a 60 km do fim. Nenhum dos favoritos reagiu, talvez por não acreditar que ele iria longe, ou simplesmente por não conseguirem acompanhá-lo. O fato é que Andy rapidamente abriu distância, se juntou a fuga, foi ajudado por seus companheiros de equipe que já estavam escapados e depois um a um dispensou todos atletas da fuga.

A verdade é que Andy calou muito de seus críticos e mostrou a que veio.

Cadel Evans foi o único dos favoritos a impor um passo forte a fim de tentar minimizar os danos. Passo que acabou sendo forte demais para Alberto Contador, Samuel Sanchez, Damiano Cunego e outros. Contador praticamente deu adeus as suas chances de conquistar seu 4º título do Tour.

A decepção também ficou com Ivan Basso que em nenhum momento ajudou Evans na puxada.

A surpresa mais uma vez foi Thomas Voeckler aguentou firme o tranco e por 15 segundos manteve a amarela. Não podemos esquecer de seu gregário, Pierre Rolland, que com certeza receberá um aumento de salário em seu próximo contrato.

Fränk Schleck ainda arrancou no fim e colocou 8 segundos em Evans, o suficiente para colocá-lo na terceira posição na geral, a frente do próprio Evans.

"Estou muito orgulhoso dessa vitória. Eu gosto de ter um plano, e quando o plano dá certo é muito bom. Essa manhã eu disse pra mim mesmo: 'sem sofrimento não há glória', chamei a responsabilidade pra mim e deu certo” declarou Andy Schleck no fim.

Para se ter idéia do ritmo imposto por Andy, mais da metade do pelotão, 89 de 168 ciclistas não terminaram a etapa dentro do limite de tempo e estariam fora da prova, não fosse o diretor de prova interferir na regra para poder manter esses atletas na corrida. Não fosse isso, amanhã o pelotão iniciaria com menos da metade dos ciclistas que largaram hoje. Esse foi o estrago causado por Andy.

"Escapar assim de tão longe, no Izoard não é simples, foi arriscado, especialmente com o vento contra. O que ele fez hoje foi uma performance histórica, de campeão. Ele honrou a grandeza do Tour de France e escreveu uma página na história do ciclismo." comentou Eddy Merckx, que assistiu a etapa de dentro do carro do diretor de prova Christian Prudhomme.

Obs: A chegada de hoje foi a 2.645 metros, a mais alta chegada de etapa da história do Tour até hoje.

Classificação geral após a etapa de hoje:

1 Thomas Voeckler (Fra) Team Europcar 79:34:06
2 Andy Schleck (Lux) Leopard Trek 0:00:15
3 Fränk Schleck (Lux) Leopard Trek 0:01:08
4 Cadel Evans (Aus) BMC Racing Team 0:01:12
5 Damiano Cunego (Ita) Lampre - ISD 0:03:46
6 Ivan Basso (Ita) Liquigas-Cannondale
7 Alberto Contador Velasco (Spa) Saxo Bank Sungard 0:04:44

Nenhum comentário: